Prefeito quer voltar a rodoviária para o antigo prédio; obra custou R$ 2,7 milhões

06Out09

Recentemente, o prefeito de Santa Bárbara d’Oeste anunciou em uma coletiva de imprensa que a antiga rodoviária de Santa Bárbara será reativada. A notícia foi recebida com surpresa pelos barbarenses, afinal, a nova rodoviária que custou 2,7 milhões de reais tem menos de um ano de uso e já será desativada. O que nos leva a um questionamento simples: qual a lógica por trás da decisão do prefeito? Seria uma franca demonstração de poder e autoridade ou uma decisão baseada na má administração pública e no despreparo político?

O novo prédio do “Terminal Rodoviário” de Santa Bárbara foi inaugurado em 15 de dezembro de 2008. E essa era uma reivindicação antiga dos moradores, afinal, enquanto as cidades vizinhas como Americana e Piracicaba estavam bem estruturadas no quesito transporte intermunicipal, Santa Bárbara jazia na rabeira do desenvolvimento, tendo como a “Rodoviária da cidade” um local totalmente desprovido das condições mínimas de conforto, tanto para passageiros (que eram obrigados a esperar ônibus à mercê da chuva e do frio porque não havia cobertura adequada), quanto dos funcionários que trabalhavam no local sem qualquer condição operacional de executar um serviço, no mínimo, decente já que a “taxa de rodoviária” era emitida em todos os bilhetes, mesmo que não existisse, de fato, uma rodoviária.

Outro ponto que merece atenção é quanto à posição do poder executivo ante a concessão de empresas de ônibus que operam o transporte intermunicipal na cidade. Apenas duas empresas utilizam a nova rodoviária – AVA e Piracicabana. Isso é utilizado como argumento favorável à mudança para o antigo “prédio”. Mas, esse fato nos deixa bastante confusos: na antiga rodoviária, somente as mesmas duas empresas operavam em linhas regulares e nunca se percebeu um esforço da Secretária de Transportes da cidade em captar novas empresas e novas linhas de ônibus. Logo, o argumento da prefeitura é inoportuno e incorreto.

Mas, o que de fato nos remete às dúvidas quanto às reais intenções da Prefeitura com a mudança é: o novo prédio foi projetado para ser um terminal rodoviário. Ponto. Uma alteração de layout do empreendimento para abrigar o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar envolveria altos custos em obras de engenharia e arquitetura que não estão previstas no orçamento municipal. Além do mais, o custo para reforma da antiga rodoviária seriam exorbitantes. Ou seja, ao invés da Prefeitura investir em uma nova sede para o Corpo de Bombeiros e Polícia, seria preciso reformar a antiga rodoviária e readaptar totalmente o novo prédio.

Vale lembrar que o custo de construção da nova rodoviária foi bancado inteiramente com verba dos cofres municipais, sem participação do Estado de São Paulo ou do Governo Federal, conforme salientou o ex-prefeito, José Maria de Araújo Júnior.

Quando procuramos os governos estadual e federal para nos auxiliar na obra da rodoviária, fomos informados que não havia mais recursos disponíveis para esse fim. Por isso tivemos que utilizar o dinheiro da Prefeitura, que é fruto do imposto pago pelo cidadão barbarense.

Em suma: esperamos da prefeitura um estudo palpável quanto às mudanças, custos envolvidos e impactos de médio e longo prazo. É preciso pensar além dos 4 anos de governo. Afinal, os prefeitos mudam, a cidade continua.

Você concorda em trocar isso:

DSCN5771

DSCN5765

DSCN5773

Por isso?

DSCN5874

DSCN5875

DSCN5877

Veja o que já foi publicado sobre este assunto:

About these ads


2 Responses to “Prefeito quer voltar a rodoviária para o antigo prédio; obra custou R$ 2,7 milhões”

  1. 1 Fer

    Isso é um absurdo! Só podia ser aqui nessa terra de ninguém! Os responsáveis pelo NOSSO dinheiro tem que ter um pouco mais de bom senso ao usá-lo. Tem que pensar que o imposto é obrigatário, da mesma forma como deveria ser revertido em beneficios para a população, não para custear brigas políticas. Não temos nada haver com os problemas pessoais ou até falta de auto-afirmação da atual gestão. Só sei q já foi mta grana, e td para quê? Para desfazer td e começar td do zero, me sinto indignada, uma palhaça diante da política em SBO, e os números? Esse dinheiro não precisa ser investido em outra área, como SAÚDE, EDUCAÇÃO, enfim………na realidade é que nenhum dos “políticos” utilizam o SUS, pois caso precisassem não estariam desperdiçando dinheiro público dessa forma. Bem, desabafo total…….sou mais uma eleitora envergonhada de morar num país, num estado e numa cidade com tão pouca vergonha na cara……..vamos lutar pessoas, vamos sair as ruas para exigir NOSSOS DIREITOS, da msm forma q o governo exige nossos impostos…….só queremos oq é nosso, enquanto pagamos salários exorbitantes aos eleitos, nós, os eleitores continuamos a trabalhar 3 meses em prol aos impostos que revertem apenas em bons salários e bons passeios as nossas custas. NÃO à essa palhaçada de mudar a rodoviária para o puxadinho!

  2. 2 Paulo

    O que falta na “nova” rodoviária são linhas de ônibus municipais de todos cantos da cidade para ela… veja Americana, Piracicaba, Campinas… de qualquer onde você estiver tem ônibus com destino às rodoviárias…

    Isto é mais um jeito de realizar desvio de dinheiro público…

    Outro exemplo??? O calçadão… por que mexer no que está queito e pronto??? Por que foi a oposição quem construiu???

    Falta de iniciativa e coragem para iniciar novos projetos… atitude de macho!!!!


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: